Auto

Carro elétrico é bom? Saiba tudo sobre esse tipo de automóvel

Carro elétrico é bom? Saiba tudo sobre esse tipo de automóvel

Os primeiros carros elétricos surgiram no Brasil por volta de 1912, mas sempre foram minoria quando comparados aos convencionais. A partir dos anos 90 e 2000 eles - bem como os carros híbridos - começaram a ganhar espaço e destaque, principalmente devido às discussões a favor do meio ambiente e do planeta, tendo em vista que ele não solta nenhum poluente no ar.

Recentemente, porém, tanto a produção como a venda de veículos que não usam combustível cresceu consideravelmente, e os motivos foram os mais variados: desde o aumento nos preços de combustível até mesmo a preocupação com a emissão de carbono.

E para quem se pergunta se vale a pena comprar um carro elétrico, assim como os pontos positivos que ele leva para o dia a dia, continue lendo esse texto que a Pier fez especialmente para tirar as suas dúvidas sobre o assunto.

O que é carro elétrico?

Ele é uma ótima opção para quem deseja ser mais sustentável e não sofrer preocupações com os combustíveis fósseis e até mesmo com manutenções excessivas. Só pelo primeiro detalhe, vemos que esse tipo de transporte gera menos danos ao meio ambiente.

Mas o que ele é? No geral, eles são carros novos - no sentido de serem modelos mais recentes - que usam correntes elétricas para funcionar, e não a queima de combustível fóssil como nos modelos comuns. Ou seja, a grande diferença dele se dá em não ocorrer a queima de gasolina ou etanol para que o motor funcione adequadamente para rodar.

No geral, ele pode ser encontrado em três tipos, onde somente um é totalmente movido à energia e os outros também fazem uso de combustíveis para determinadas ações. São eles:

  1. Plug-in electric: totalmente elétrico, ele precisa de carga na bateria para funcionar;
  2. Plug-in hybrid: o motor funciona com eletricidade e combustível, então quando um acabar, é possível usar o outro;
  3. Hybrid electric: majoritariamente movido à combustível, ele também funciona com energia elétrica; a diferença para o anterior é que a bateria é recarregada por meio de um sistema próprio do veículo durante as frenagens.

Para os dois primeiros, em que é necessário recarregar de forma manual, isso pode ser feito em uma tomada própria para os veículos de 120V ou 220V, e demora de 8 a 20h (dependendo do modelo) para que a bateria fique completa.

O lado positivo é que uma carga completa é suficiente para andar entre 160 a 350 km, então você pode rodar bastante sem se preocupar em recarregar o veículo.

Em que esse modelo se difere dos veículos à combustão interna?

As principais diferenças entre ambos os modelos se encontram na presença das seguintes peças: bateria, inversor, motor de indução e sistema de recuperação de energia, todos presentes nas opções de carros elétricos.

Enquanto a primeira é recarregável e armazena a energia, o inversor é o responsável por transformar as correntes elétricas e levar até o motor de indução, o que faz os carros funcionarem.

Outra diferença muito forte é que, por não queimar combustível, esse automóvel não gera ruídos e poluentes. Somado a isso, o mecanismo do motor sofre menos atrito, tendo um melhor aproveitamento da energia e facilitando a condução, já que a aceleração fica mais leve.

Sobre o sistema de freio, ocorre uma recuperação da energia, fazendo com que ele seja mais econômico uma vez que, ao frear, gera uma corrente que vai para o inversor para ser transformada e ir até o motor de indução, recomeçando o ciclo.

Junto dessas, outro diferencial é a forma de reabastecimento. Nos modelos à combustão, é necessário encher o tanque com gasolina ou etanol (dependendo se o carro é flex), enquanto nos elétricos basta chegar a uma tomada adequada e plugar o carro, gerando uma economia de até cinco vezes quando comparado com o outro veículo, de acordo com uma matéria do Auto Esporte.

Quais os benefícios de usar um automóvel elétrico?

É impossível falar sobre os benefícios desse carro sem mencionar a questão do meio ambiente, afinal, tudo começa com o fato de que ele é muito menos poluente por reduzir em, aproximadamente, 33% da emissão de CO2.

Somado a isso, o motor desse veículo é mais silencioso do que os de combustão, eles são mais eficientes por precisar de menos energia para fazer o mesmo esforço e, como citamos no ponto anterior, o custo para o abastecimento é muito menor.

Mas como se tudo isso não fosse suficiente, existe ainda um menor custo tributário (com a taxa de IPVA menor) e de manutenção também já que o motor é bem mais simples e tem menor chance de gerar problemas.

Para ficar mais fácil de entender, a manutenção de veículos elétricos pode ser 20% menor. Logo, é mais economia para o seu bolso e mais tranquilidade para todos os momentos.

Quantos locais de recarga existem no Brasil?

Se você estiver rodando com um carro totalmente elétrico e acabar com a bateria descarregada, não existe outra saída que não seja fazer uma recarga. Para isso, como citamos anteriormente, é possível que demore de 8 a 20h para um carregamento completo.

De acordo com a revista Forbes, o Brasil fechou o ano de 2021 com mais de mil pontos de carregamento espalhados por todas as regiões do país, fazendo com que você não fique na mão caso fique sem bateria.

Mas além disso, hoje existe também um número considerável de prédios e condomínios que possuem uma vaga especial com a tomada para esses carros. Então basta conectar o cabo e deixar o veículo parado ali até que a carga esteja completa.

Vale a pena, financeiramente, ter um carro elétrico?

Devido ao menor custo de manutenção, principalmente, muitos proprietários de veículos consideram que vale a pena ter um veículo totalmente elétrico. E quando consideramos também que a recarga, seja em um ponto próprio ou na garagem do prédio, é muito mais barato do que a gasolina/etanol e que o carro roda muito mais (cerca de 160 a 350 km, dependendo do modelo) com um "tanque cheio", você gasta muito menos mensalmente para poder rodar sem problemas.

Por outro lado, as peças são menos suscetíveis a dar erros e necessitar de reparos. Consequentemente,  pesquisar carro elétrico se torna uma ótima opção para usar no lugar dos modelos à combustão interna.

É possível ter seguro auto em veículos elétricos?

Desde o começo de 2022, se tornou possível fazer seguro auto em modelos elétricos. Isso é ótimo já que não importa qual é o tipo e modelo de veículo que você possui, você fica seguro contra qualquer tipo de problema que surgir enquanto trafega no trânsito.

Ter um carro elétrico se torna ainda melhor uma vez que é possível contar com toda a proteção e tranquilidade que somente esse tipo de serviço gera. Basta procurar o melhor seguro para você, tendo todos os respectivos auxílios necessários para que você não tenha problemas.

A importância de ter um seguro

Por ser um serviço que protege contra diversos problemas, como acidentes de carro (que podem gerar perdas totais ou danos parciais), roubos e furtos ou outras situações, ele se torna essencial para quem deseja proteger esse bem tão importante.

Mas o que faz com que ele seja tão interessante? Ao analisar que, contando com as assistências de uma seguradora de veículos, você não vai ter nenhum prejuízo financeiro, seja com o reembolso ou ajuda no pagamento do orçamento, você tem mais tranquilidade contra diversos problemas.

Assim, seja você uma pessoa que usa muito o veículo (ficando passível a acidentes, por exemplo), que deixa o veículo parado/estacionado na rua, que viaja frequentemente ou que simplesmente deseja proteger esse bem fundamental, o seguro para veículos é a melhor opção.

Para melhorar ainda mais, hoje em dia existem diversas empresas que oferecem a possibilidade de fazer a cotação de seguro auto online e, assim, descobrir o preço que você vai pagar e contra tudo o que você está protegido.

Então não perca tempo e, para saber entender tudo sobre esse assunto, confira o blog da Pier, onde trazemos diversos conteúdos sobre o universo de seguros!